Inicial > JORNAL DEROLÉ > José Carlos Brumatti avalia seus três anos de gestão à frente do Simted

José Carlos Brumatti avalia seus três anos de gestão à frente do Simted

As eleições para novo presidente acontecem nesta sexta-feira (11) até as 20h. Urnas foram distribuídas em todas as escolas municipais e na sede do Sindicato

José Carlos Brumatti deixa o cargo de presidente do Simted no final deste ano e volta a lecionar - Foto: Wender Carbonari

José Carlos Brumatti deixa o cargo de presidente do Simted no final deste ano e volta a lecionar - Foto: Wender Carbonari

Por Wender Carbonari

“Gestão participativa, democrática, aberta e com transparecia”, é como o atual presidente do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados (Simted) define sua gestão. Após três anos a frente da instituição e mais de 14 anos na diretoria administrativa, José Carlos Brumatti deixa o cargo no final deste ano para voltar a lecionar.

O professor assumiu o a cadeira de Presidente do Sindicato em um dos momentos mais conturbados da história da cidade. Ele conta que a mudança de prefeitos dificultou o trabalho da categoria, pois causava situações de temor por parte dos trabalhadores. Em entrevista concedida ao Agora MS, Brumatti fala sobre os bons e maus momentos de seu mandato.

– A cada troca de prefeito, trocava-se um secretário de educação e toda uma equipe. Não dava continuidade nas ações e tudo que começa a ser feito nas escolas era interrompido. Cada vez que mudava tínhamos que rediscutir tudo. Então ficamos patinando por um bom tempo. Até hoje há reflexos dessa fase. – relembra o presidente.

Brumatti destaca a semanas que sucederam o desfecho da Operação Uragano em 2009 como os momentos mais difíceis nos últimos em todos os anos que esteve como presidente ou na diretoria. “Esse capítulo foi incomparável, muito difícil para trabalhar e com problemas de todas as ordens”, diz.

Futuro
Para os próximos anos, o atual presidente do Sindicato espera que seu sucessor não se reduza a executar apenas obras estruturais na sede da categoria. Ele diz que o primeiro deve-se respeitar a entidade, não apenas a parte física, mas principalmente o patrimônio ético e moral. Lembra ainda que é mais importante se identificar com a luta da classe do que a parte de empreendedorismo.

– A partir do momento que agente assume um compromisso como este, temos que estar preparados para tudo. Tem coisas que agente nem imagina que vai acontecer, mas você tem que estar preparado para responder por isso.

Simted realizou eleições na última sexta – Foto: Wender Carbonari

Simted realizou eleições na última sexta – Foto: Wender Carbonari

Recuo
Há algumas semanas, a categoria dos trabalhadores em educação foi surpreendida com um comunicado informando que não seria mais possível contratar professores substitutos para trabalhar em escolas municipais de Dourados.

Diante disso, O Simted foi ao Ministério Público Estadual para formalizar uma denúncia de “Crime de Responsabilidade” contra a administração pública da cidade. Antes mesmo de o MPE entrar em contato com a Prefeitura para discutir a situação, a Secretaria de Educação divulgou uma nota informando que voltariam atrás com a decisão.

– Nós tínhamos que fazer aquilo porque era inconcebível a atitude deles, tanto que mudaram o discurso bem rápido. Tínhamos certeza dos nossos direitos e sabíamos que o quadro seria revertido – comenta Brumatti.

Simted - Foto: Wender Carbonari

Simted - Foto: Wender Carbonari

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: