Inicial > JORNAL DEROLÉ > Na terra do sertanejo, Lobão dispara: ‘Luan Santana é um pobre coitado’

Na terra do sertanejo, Lobão dispara: ‘Luan Santana é um pobre coitado’

Mídia Max News

João Luiz Woerdenbag Filho, o “Lobão”, esteve nesta terça-feira (3) em Campo Grande e passou o dia com o juiz federal Odilon de Oliveira gravando para o programa que apresenta, “A Liga”. O cantor de rock afirmou estar muito triste por estar na terra do sertanejo e disparou: “Luan Santana é um pobre coitado”.

De All Star laranja, acompanhado pelo produtor e pelo cinegrafista, ele aproveitava os últimos momentos de luz natural na cidade para gravar uma passagem caminhando em frente à Justiça Federal, no Parque dos Poderes.

Simpático e atencioso, resolveu conversar com a equipe de reportagem, com o tempo de um minuto estipulado pelo produtor. Questinado se após se tornar apresentador tinha começado a agir como uma “estrela”, Lobão não deixou barato.

“Eu sempre fui uma estrela, uma estrela do rock. Agora faço um serviço de utilidade pública como apresentador”, declarou, apesar dos boatos publicados no site Yahoo de que o cantor exigiu um valor muito alto para entrar no programa.

Na época da contratação, em novembro de 2011, o site publicou que a emissora, apesar de querer o polêmico roqueiro na atração, levou um susto com o salário que ele pediu.

Lobão disse ser uma pena que as pessoas que gostam de rock cheguem a sofrer preconceito na terra do sertanejo universitário, berço musical de artistas como Maria Cecília e Rodolfo, Michel Teló e Luan Santana.

“Eu gosto de sertanejo, mas eu gosto de Helena Meireles, Almir Sater, Arnaldo Teixeira, Sérgio Reis”. Ao lembrarmos de Luan Santana, Lobão riu.

“Estou falando de verdade, eu não estou falando de coisas pré-fabricadas e que fogem ao sertanejo porque aquilo é mais um sub rock do que propriamente qualquer outra coisa. É uma manifestação muito grosseira, né? Ele é um pobre coitado, é um estilo grosseiro porque é de péssima qualidade e que de sertanejo não tem p*** nenhuma”, comentou.

Ele citou o caso de uma “cantora sertaneja até bonitinha”, que estava gravando em um garimpo. “Tudo dublado, como é que pode alguém comprar um negócio que sabe que não é verdadeiro? Então você tem um público que não entende nada de música e nem exige qualidade. Isso é muito ruim para o Brasil, um tipo de música que está abaixo de qualquer crítica”.

Sobre o programa gravado, Lobão adiantou que passou o dia ao lado do juiz federal para saber como é a rotina de um homem que se diz perseguido pela máfia da fronteira. “Passamos o dia aqui na Justiça Federal. Fizemos uma entrevista sobre a vida dele, sobre a maneira de ele viver e eu acho muito bacana porque tem muitas informações preciosas”, finalizou.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: