Inicial > JORNAL DEROLÉ > PIB deve subir, mas cotação da vida está em baixa

PIB deve subir, mas cotação da vida está em baixa

Wender Carbonari*

 

Se existisse uma cotação para apontar o valor da vida, os cifrões estariam baixos. Esta tem sido a tendência: a vida está violentamente desvalorizada. Ontem um velho conhecido de bairro foi assassinado na rua de baixo da minha casa. Genoel Cândido da Silva levou seis tiros pelas costas e, devido a proximidade, foi possível ouvir os disparos. Pior que ouvir os disparos, foi ouvir o desespero dos familiares e amigos do caminhoneiro de 45 anos que estavam ali assistindo a tudo como um filme de terror real.

 

A vida já não vale muito mesmo. A certeza disso surge quando acontecem casos como este. Genoel foi assassinado por Jary Pereira Carvalho Júnior. Para ele, a vida não vale mais que uma lata de sardinha, ou uma discussão em uma casa com os amigos. Já ia me esquecendo. O assassino tem apenas 19 anos. Tão novo e capaz de tirar a vida de alguém e simplesmente fugir com um colega em uma moto. Tão novo e se preocupa em ir até um encontro de ‘amigos’ em uma casa de família com uma arma de fogo. Talvez esperasse por esta oportunidade de arrancar a vida de alguém em uma questão de segundos. Só porque a cotação da vida ta baixa, mesmo.

 

Será que a violência deve ser tratada apenas como caso de polícia? O que mais tem se multiplicado na sociedade são esses jovens “Jarys”. Que são reflexos de um sistema falho. Esses “Jarys” não matam apenas para roubar se tiverem vontade de comprar um tênis caro. Bizarro mesmo é a frieza deles. Acho que os Jarys são produtos de um mundo violento por excelência. A vida? Esta já não vale muita coisa.

 

 * Estudante de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo.

 

Quanto vale a vida acima de qualquer suspeita?
Quanto vale a vida debaixo dos viadutos?
Quanto vale a vida perto do fim do mês?
Quanto vale a vida longe de quem nos faz viver?
São segredos que a gente não conta
São contas que a gente não faz
Coisas que o dinheiro não compra
Perguntas que a gente não faz:
Quanto vale a vida?

 

 – Humberto Gessinger

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: