Início > JORNAL DEROLÉ > Praças e parques de Dourados pedem socorro

Praças e parques de Dourados pedem socorro

(Original publicado no jornal DiárioMS, edição do dia 19 de janeiro de 2015 – Fotos de Eliel Oliveira)

Praça da Juventude, no bairro Parque das Nações I

Praça da Juventude, no bairro Parque das Nações I

Por Wender Carbonari

As poucas áreas destinadas ao lazer da população em Dourados estão em completo estado de abandono, no que diz respeito à limpeza e manutenção de equipamentos. Dos quatro lugares percorridos, apenas um apresenta boas condições de uso. Já as outras três áreas, estão precisando urgentemente de alguma atenção da prefeitura. Douradenses de diferentes bairros, entrevistados pela equipe de reportagem, reclamaram da situação de parques e praças da cidade.

Há anos nesta situação, moradores de Dourados percebem que a cidade possui bem mais que apenas quatro áreas de lazer com problemas estruturais. Porém, a Praça da Juventude se destaca. A área fica no bairro Parque das Nações I. Ao chegar ao local, o DiárioMS percebeu que o empreendimento orçado em R$ 1,8 milhão estava completamente depredado, mas, o mais curioso, é que o espaço não foi sequer inaugurado oficialmente.

O agente patrimonial que faz ronda na Praça do Parque das Nações I contou que começou a trabalhar apenas em novembro, quando o ambiente já estava com todas as paredes pichadas e com janelas e portas quebradas. Fios de energia e lâmpadas também foram furtados. A dona de casa Rosângela Pereira de Assis, 33, lembra que “depois que a obra parou, as pessoas começaram a entrar e usar a praça, mesmo antes de terminar sua construção”.

A Praça da Juventude teve as obras iniciadas em 2011 e deveriam ser entregues em 2013. O que antes representava um sonho para os moradores acabou se tornando motivo de preocupação para aspessoas que moram próximas da praça. “Antes a gente estava até feliz por causa da pracinha, mas hoje serve só para dar ‘dor de cabeça’. Os pais se quiserem levar os filhos para brincar ali, têm que ir junto, porque sozinho é muito perigoso”, relata a dona de casa.

DSC_0316

Praça da Juventude, no Parque das Nações I

Rosângela mora na rua dos fundos da praça inacabada e reclama da falta de segurança e do “problema” que o empreendimento tem causado aos moradores. “Não tem guarda a noite e não é seguro para a vizinhança. Mesmo com a Guarda Municipal passando para fiscalizar”.

Praça da Juventude, no Parque das Nações I

Praça da Juventude, no Parque das Nações I

PARQUE DO LAGO

O Parque Antenor Martins também apresenta problemasestruturais, principalmente nos banheiros e no parquinho. Guardasmunicipais que trabalham no Parque do Lago relataram as constantes reclamações de usuários da área de lazer.O parquinho, por exemplo, não apresenta condições para as crianças brincarem sem correr risco de se machucarem. O mato alto também é fator de risco para os usuários.

Parque Antenor Martins, Jardim Flórida

Parque Antenor Martins, Jardim Flórida

Para se ter uma ideia, o escorregadoré reparado com uma massa de preenchimento de espaços conhecida pela marca “Durepoxi”.No banheiro, os mictórios estão todos entupidos e uma das torneiras só pode ser aberta com a ajuda de um alicate.

Parque Antenor Martins, Jardim Flórida

Parque Antenor Martins, Jardim Flórida

TRANSBORDO

Não são apenas as áreas públicas de lazer dos bairros de Dourados que estão precisando de manutenção. Logo na entrada da Praça Antônio Alves Duarte, localizada ao lado do terminal de transbordo, havia uma torneira com vazamento, amarrada por um pedaço de borracha. Os bancos de uma das praças mais antigas da cidade estão quebrados, além das calçadas com buracos e matagal no local onde existia um parquinho.

 Praça Antônio Alves Duarte, centro de Dourados

Praça Antônio Alves Duarte, centro de Dourados

Maria Aparecida, 40, estava sentada em um dos bancos que ainda estão inteiros quando foi abordada pelo DiárioMS. Ela disse que estava esperando um parente e lamentou o desprezo por um dos locais que para ela deveria ser cartão postal da cidade. “Morei por oito anos em frente a esta praça e quase sempre foi assim, abandonado”, lamenta.

BALTAZAR MARQUES

A Praça Baltazar Marques, localizada numa das esquinas das ruas Joaquim Teixeira Alves com Coronel Ponciano, é outro retrato do desleixo, apesar de que está bem próxima do terminal rodoviário da cidade e na mesma área que abriga o Imam (Instituto do Meio Ambiente) e a Guarda Municipal. O mato tomou conta de tudo e as quadras de esportes, há anos, não apresentam condição alguma de uso. O local deverá abrigar, em breve, a sede da Câmara Municipal.

PARQUE ALVORADA

A única área de lazer visitada que se encontra em bom estado de uso éa praça do Parque Alvorada, inaugurada em 2011. Apesar da grama um pouco alta, a estrutura ainda está conservada, com banheiros com torneiras e mictórios funcionando normalmente. Foram investidos na área que fica ao lado da Escola Municipal Aurora Pedroso de Camargo quase R$ 2 milhões, garantidos por meio de emenda extraordinária no orçamento do Ministério do Turismo, com contrapartida dos governos estadual e municipal.

MAIS FOTOS

DSC_0305

Praça da Juventude, Parque das Nações I

 

DSC_0433

Praça da Juventude, no Parque das Nações I

Parquinho da praça do bairro Parque Alvorada

Parquinho da praça do bairro Parque Alvorada

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: